Aranha Branca: boa de disfarce e de boca! Entenda!

E se eu disser que, na verdade, a Aranha Branca pode ser também amarela, rosa ou verde? Sim! A espécie Thomisus spectabilis possui uma forma de camuflagem, fazendo com que se misture ao meio ambiente e fique “invisível” para seus predadores.

Vem comigo entender melhor como isso funciona e outras curiosidades sobre a Aranha Branca, conhecida ainda como aranha caranguejo ou, em inglês, white crab spider.

O mimetismo da Aranha Branca favorece não somente sua expectativa de vida, mas também suas chances de encontrar presas. Aliás, essa variedade de caranguejeira é excelente caçadora!

Ativas durante o dia, as Aranhas Brancas costumam escolher lugares nos quais a cor de seu corpo possa ser confundida com a ambiente ao redor. Então, ficam praticamente adormecidas, observando tudo, até que uma presa chegue perto. Geralmente, têm muito sucesso na captura.

Isso inclui bichos grandes como a borboleta Elymnias hypermnestra agina (Common Palmfly), por exemplo. Interessante o poder da Aranha Branca, um animalzinho atarracado, curto, que mede entre 3 e 11 mm de comprimento, aproximadamente. Dá uma olhada na foto abaixo, onde a comilona faz uma refeição e tanto!

Os machos são muito menores do que as fêmeas. Thomisus spectabilis, sem dúvida, demonstra bem o fenômeno do dimorfismo sexual, tanto em relação ao tamanho quanto às diferentes cores e formas.

Em geral, procuram alimentos em flores ou outras partes de plantas que combinem com sua tonalidade, mesmo podendo mudar a própria cor para adaptação, como eu já falei.

Dessa maneira, basta um inseto chegar à procura de pólen ou néctar e, pronto, é agarrado e mordido. Em seguida, a aranha caranguejo suga a vítima – não importando o tamanho dela!

Pequenas mariposas e borboletas são os alimentos prediletos dessas aranhas, que curtem descansar no topo das plantas para que sejam confundidas com uma flor branca e acabem tendo suas vítimas pousando em suas mandíbulas.

Aranha Branca: conheça este aracnídeo exótico

Alguns exemplares são branquíssimos, quando vivem em flores brancas; outros, muito amarelos, se morarem em flores da mesma tonalidade. Às vezes, contam com extremidades amarelas meio avermelhadas nas pernas translúcidas e manchas pretas na parte de trás do abdômen trapezoidal.

É possível encontrar aranha caranguejo na cor verde clara, de modo que o animal é capaz de permanecer oculto em feixes de floração da Uva Raposa (Cayratia trifolia), entre outras.

Por muito tempo, pensou-se que o mecanismo de combinação de cores da Aranha Branca e seu entorno fosse a principal habilidade de caça. Entretanto, tudo indica que não é o único…

Fora isso, um detalhe curioso é a diferença de tamanho entre as pernas, sendo o primeiro e o segundo pares mais longos e grossos do que os dois últimos conjuntos. Já os olhos laterais são projetados.

E mais: a Aranha Branca fêmea coloca seus ovos em um tipo de prato de seda coberto com tampa. Depois de duas semanas, eles rompem e os filhotes nascem, mas logo são deixados pela mãe para que aprendam a se defender sozinhos.

Embora sejam comuns na Austrália, espécies de Thomisus estão distribuídas quase que no mundo todo, com exceção de boa parte da América do Sul. A maioria prefere os trópicos e localidades mais quentes do chamado Velho Mundo.

Diferente, habilidosa e, para muitos, linda! Embora pequenina, a Aranha Branca é, com certeza, um animal que não passa despercebido, pelo menos entre nós, né? Porque de outras espécies ela consegue escapar ou, quando é preciso, surpreender bem!

O fantástico mundo das aranhas tem dessas coisas. Uma que é capaz de comer uma ave é a aranha golias. Confira o artigo aqui e conheça suas características, comportamento e perigos.

Boa leitura! Até breve com outras curiosidades!

Imagens: Pixabay

Leave a Reply