Aranha Lobo: ótima mãe e inofensiva para nós

O comportamento da Aranha Lobo justifica o nome. Essa espécie da família Lycosidae possui excelentes capacidades de visão e caça. Algumas chegam a atacar suas presas diretamente; enquanto outras ficam escondidas esperando o momento ideal.

Mas sabia que as fêmeas dessa variedade são consideradas ótimas mães? E que esse artrópode não é perigoso para nós? Os detalhes você confere agora. Vem!

“Uma mãe e tanto”. É assim que especialistas costumam definir a Aranha Lobo, que tem o hábito de carregar seus ovos para toda a parte. O jeito único de levar suas crias inclui grudar o ovo de teia nas fileiras localizadas na porção final de seu ventre.

Dizem inclusive que as aranhas Lycosidae araneae fêmeas possuem uma bolsa externa pendurada em seu abdômen inferior para transportar os rebentos com maestria.

Então, quando eles rompem, os filhotes escalam o abdômen da mãe para conseguir abrigo, proteção e, claro, comida. É sair do ovo, subir pelas pernas e chegar ao cantinho seguro. As aranhinhas ficam perfeitamente camufladas contra os predadores, aumentado suas chances de sobrevivência até ficarem adultas.

Ou seja, aparência assustadora (para nós) à parte, o fato é que uma Aranha Lobo cuida bem de seus descendentes de várias maneiras. Para completar a fama de boazinha, é inofensiva aos humanos.

Apesar de muita gente ter um baita medo – ou fobia – de aracnídeos, a Aranha Lobo não tem interesse por nossa espécie; gosta é de comer insetos, moscas, ajudando a controlar biologicamente as populações destes animais.

O problema é que nem sempre temos informações como estas e, por conta do susto ao dar de cara com uma aranha, a tendência da maioria de nós é tentar matar o bicho. Afinal, aranhas não são criaturas muito “fofinhas”, né?

Sem falar que algumas são capazes de subir no nosso corpo sem convite, outras são muito venenosas ou conseguem comer um pássaro inteiro de uma só vez. Porém, não é o caso do tema deste post, e se tem uma coisa que ninguém pode dizer é que a Aranha Lobo é uma mãe desnaturada ou um artrópode agressivo.

Mais um motivo para ter cautela ao atingir o animal, pois os ovos ou filhotes podem ser bruscamente soltos do abdômen do aracnídeo e espalhados para todos os lados. Portanto, se você vir uma Aranha Lobo passeando por aí, provavelmente, ela está apenas buscando um lugar seguro para deixar seus indefesos e frágeis filhotes.

Para facilitar a identificação, dá uma olhada na segunda parte deste artigo!

Aranha Lobo: como reconhecer uma

As principais características físicas e de comportamento da Aranha Lobo são:

  • A Aranha Lobo não é muito grande, e apresenta tonalidade marrom acinzentada, além de pelo por todo o corpo. Por isso, é confundida com a tarântula e a aranha marrom, entre outras espécies. E ainda: as patas da Aranha Lobo contam com três garras tarsais.
  • Sua visão privilegiada é possível graças a oito olhos dispostos em três fileiras. Quatro deles ficam na primeira fila, dois grandes na linha do meio e mais dois médios em cima, afastados um do outro.
  • O exoesqueleto é mais uniforme, não traz marcas em formato de violino, como a aranha marrom, por exemplo. Já a porção traseira do exoesqueleto, isto é, o abdômen, costuma ter diversos tons acinzentados e bastante pelo.
  • Ela costuma habitar áreas externas, lugares escuros, de preferência com muitos esconderijos, entre eles aberturas no chão, pedras, madeiras, pequenas árvores ou plantas. Contudo, também pode buscar abrigo dentro das residências, em locais como sapatos, caixas de papelão, junto às portas e janelas. O que tende a ocorrer mais no outono e inverno, quando fica mais frio na rua.

Considerando que a Aranha Lobo não é uma espécie agressiva e/ou venenosa, é recomendado deixá-la em paz, principalmente se você quer manter controle sobre besouros, grilos, larvas e baratas, alguns dos insetos preferidos dela.

Mas, se desejar ficar livre mesmo desse aracnídeo, tente capturá-lo e liberte-o longe de sua casa. Os ecossistemas naturais precisam da Aranha Lobo. E se for uma fêmea com seus filhotes, então, mais cuidado com essa mãe dedicada, combinado?

Até breve!

 

Imagens: Pixabay

 

Leave a Reply