Caixa de transporte para gatos: como escolher a ideal

Caixa de transporte para gatos tem que ser muito mais do que um design bonito e um colorido atraente. Precisa proporcionar conforto e segurança ao retirar o felino de seu ambiente diário. Por isso, hoje eu trago dicas para ajudar você a escolher melhor o acessório.

Basicamente, a Caixa de transporte para gatos é um item quase sempre produzido em plástico, além de contar com uma ou mais portas e alça. Mas isso não significa que “qualquer uma serve” para levar seu amigo peludo, ok?

Apesar das diferenças sutis quanto à função dessas peças, há aspectos essenciais que devem ser levados em conta antes de adquirir o produto. Confira:

1. Espaço – o tamanho é o primeiro fator porque a área precisa ser suficiente para o felino ficar de pé sem o dorso dele encostar no teto da Caixa de transporte para gatos. O animal também deve ter conforto para fazer agachamentos, virar e girar facilmente no próprio eixo.

E mais: se o seu pet ainda é filhote, calcule as dimensões ideais lembrando do crescimento dele. Aqui é relevante destacar o seguinte: veja o limite de peso da caixa antes de fechar o negócio.

2. Tipo de viagem – se for aérea, pode ser uma Caixa de transporte para gatos nas versões “compartimento de cargas” ou “cabine”.

A segunda é maleável, flexível, com boa ventilação e fundo protegido, impermeável, para evitar problemas se o animal urinar durante a viagem. A primeira é dura, mas busque qualidade acima de tudo, pois existem plásticos que cedem e dobram.

3. Estrutura – outros aspectos importantes para ter na Caixa de transporte para gatos são: comedouro e bebedouro.

4. Segurança – para os tutores que amam corridas, caminhadas, ciclismo e demais atividades, existem as Caixas de transporte para gatos esportivas. No entanto, alguns modelos lembram cestas, são abertos em cima, e não oferecem proteção ao animal, ou seja, ele pode pular e se machucar. Existe ainda o risco de você cair e o bichano ir junto.

Uma solução é um “carrinho reboque” que tem conexão com a parte de trás de uma bicicleta, por exemplo. E vale a pena sempre dar uma olhada nas lojas, que têm cada vez mais opções para nossos amigos de patas.

5. Com ou sem rodas? Há quem defenda que rodas não são uma ideia legal; outros acreditam que é inviável uma Caixa de transporte para gatos sem elas no caso de distâncias longas, pois o cansaço de carregar animal e recipiente nos braços pode bater.

Sem falar que o felino pode acabar balançando de qualquer jeito se o acessório não foi feito para movimentos. Na dúvida, que tal uma caixa combinada, isto é, que pode ser usada com ou sem rodinhas?

Caixa de transporte para gatos: utilidades e outras sugestões

Enquanto bolsas especiais permitem transitar com o bichano em viagens mais curtas por terra e passeios, a caixa serve para levar o animal em carros, ônibus, trens e aviões – neste último caso, é uma exigência, não uma opção.

Portanto, se você viaja de avião com frequência e pode levar seu gatinho, é indispensável comprar esse item. Só não pode esquecer de verificar junto às companhias aéreas se a caixa que você pretende adquirir atende às exigências delas, ok? Algumas são mais específicas… A dica vale para navios e outros meios de locomoção.

Mas quem disse que a Caixa de transporte para gatos serve somente para o lazer? Ela cumpre muito bem seu papel também quando o bichano está doente e/ou precisa ser internado, especialmente se é preciso isolar o animal do ambiente ou levá-lo com frequência ao médico.

Como você viu hoje, seja nos passeios ou por questões de saúde, uma boa Caixa de transporte para gatos pode fazer muita diferença no conforto do seu pet, e na sua tranquilidade!

Escolhendo o modelo adequado com ajuda destas dicas, com certeza, todos sairão ganhando. Na dúvida, consulte sempre profissionais especializados de sua confiança.

Ah! Compartilhe este conteúdo com os amigos!

Até breve…

Leave a Reply