Como criar tartaruga; características e necessidades

Corpo mole, carapaça dura, rostos diferentes, movimentos suaves e lentos. Estou falando de animais que parecem miniaturas de bichos pré-históricos: os quelônios, cada vez mais presentes nos lares. Por isso, muita gente anda se perguntando como criar tartaruga.

É só continuar lendo este artigo para descobrir!

Primeiro, é bom destacar que, das inúmeras variedades de quelônios, somente duas espécies contam com autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para comercialização como pets.

Além do jabutipiranga (Geochelone carbonaria), existe uma tartaruga chamada “tigre-d’água” (Trachemys dorbignyi), a variedade doméstica mais procurada.

Importante: Consulte a legislação brasileira sobre aquisição de espécies exóticas. O QC Animais é contra o comércio e o tráfico ilegal de animais de qualquer tipo.

Os quelônios mais famosos são, sem dúvida, as tartarugas, os cágados e os jabutis. Pertencentes à ordem Testudinata, trazem características parecidas entre si, e se diferenciam principalmente pelo nome que cada um recebe.

A procura como bicho de estimação tem crescido, mas, independente do tipo e do objetivo da criação, um quelônio requer paciência, principalmente devido ao longo tempo até começar a reprodução.

Como criar tartaruga? Basicamente, para sobreviver ela requer qualidade de água e alimentação, e temperatura adequada. Com isso, é mantida a saúde tanto das tartarugas aquáticas quanto das semiaquáticas e terrestres.

Do ponto de vista de não precisar de muito exercício ou observação, a tartaruga é um ótimo animal de estimação para quem está sempre ocupado, mas faz questão de algo vivo em casa ao chegar do trabalho. O que não significa que não necessite de cuidados, obviamente. Falarei mais sobre eles na segunda parte deste post…

Agora, confira algumas informações gerais sobre como criar tartaruga, para quem tem interesse em comercializar o animal:

  • Criação mínima: 10 tartarugas com até 10 cm de carapaça, por metro quadrado
  • Custo: os filhotes da espécie “tigre-d’água”, por exemplo, custam em média R$ 120, 00, cada; já os de jabutipiranga saem por aproximadamente R$ 300, 00, cada;
  • Reprodução: são duas ou três posturas com até 18 ovos, em média;
  • Retorno: a comercialização dos répteis pode começar na primeira ou segunda geração, desde que todas as exigências do Ibama para a atividade em cativeiro sejam atendidas;
  • Início: adquira diferentes espécies de tartaruga com muito critério. Os animais fazem parte da fauna silvestre brasileira e podem ser criados apenas com autorização do Ibama, segundo a Instrução Normativa nº 169/2008.
  • É recomendável comprar os animais somente de criatórios de boa procedência e que apresentem certificados de origem de nascimento dos bichos em cativeiro.
  • Uma dica extra sobre como criar tartaruga comercialmente: obtenha exemplares adultos aptos para reprodução.

Como criar tartaruga em casa: dicas


Para entender como criar tartaruga, é essencial conhecer o comportamento dela, sendo que algumas espécies precisam hibernar. O que, em certas situações, pode ser bastante estressante para esses animais.

As tartarugas também precisam de uma boa variedade de alimentos, inclusive frutas e vegetais frescos, ainda que tenham ração à sua disposição. Os produtos industrializados são apenas uma parte do cardápio.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui acompanhamento veterinário e outros serviços especializados.

Elas são populares não é de hoje, porém, muitos têm descoberto na prática que tartarugas não são fáceis de manejar e nem são bichos de baixa manutenção, ao contrário do que possa parecer.

Pais acabam adquirindo uma tartaruga para suas crianças e jovens na esperança de o animal ser uma companhia, entre outras vantagens com a convivência. Só que isso tende a causar frustração por causa da quantidade de cuidados que o bicho demanda.

Além disso, existe o risco potencial de infecção por Salmonella, fazendo com que tartarugas não sejam recomendadas para estes públicos.

Portanto, antes de saber como criar tartaruga é importante gerenciar expectativas sobre o que esperar dela enquanto animal doméstico, e ter noção do que terá de ser feito quando ele estiver na residência.

Lembrando que levar uma para casa é assumir um compromisso de longo prazo, ok? E põe longo nisso, afinal, quando bem-cuidado, esse bichinho é capaz de viver por 50 anos – alguns até chegam aos 100!

Fico por aqui hoje, mas espero você no próximo artigo, combinado?

Até lá!

 

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply