Como escolher um bom veterinário: 6 dicas simples

Confiança é tudo, né? Como escolher um bom veterinário começa por aí. E até chegar a esse ponto, existem alguns segredinhos, dicas que facilitam essa tarefa delicada. Se você ainda não tem um médico preferido para cuidar da saúde do seu pet ou está insatisfeito com o atendimento atual, não perca este post!

Cada espécie precisa de cuidados específicos, que podem incluir vacinação, desparasitação ou somente visita preventiva para conferir se está tudo bem. No entanto, é comum sair em busca de ajuda somente quando o pet fica doente.

Independentemente de qual seja o seu caso, não deixe de conferir abaixo as sugestões práticas sobre como escolher um bom veterinário:

1. Verifique se a clínica é legalizada – infelizmente, existem muitos falsos veterinários e clínicas clandestinas. Tutores devem ficar atentos, embora seja papel da justiça encontrar fraudes.

Somente um veterinário possui formação e prática para realizar procedimentos médicos com os animais. Como desconfiar de irregularidades? Fique de olho em:

  • Anúncios de serviços na internet (não que todos sejam fakes, ok?)
  • Preços baixos demais em relação à média do mercado
  • Todos os medicamentos são doados sem nenhuma prescrição médica
  • Vacinas sem selo e data de aplicação
  • Vinhetas das vacinas impressas diretamente de um computador

2. Visite as instalações – a maioria das clínicas não oferece resistência a uma solicitação de visita para conhecer as instalações. Chegando lá, peça informações sobre a estrutura. Quanto mais equipamentos, mais opções para seu bichinho de estimação.

É sempre mais cômodo para ele e você, tutor, realizar exames complementares na própria clínica, em vez de se deslocar quando houver uma urgência.

A visita sem o pet também é relevante porque permite perceber o “clima” do estabelecimento, ou seja, tente observar, além do tratamento dado a você, se os colaboradores estão felizes, são simpáticos, se aparentam gostar de estar ali. Estes aspectos são tão interessantes quanto os serviços e qualificações.

Como escolher um bom veterinário: veja mais dicas

3. Personalidade – não basta achar um médico que “sabe de tudo”. Seu jeito de agir com o cliente e seu animal conta muito. Este ponto está mais intimamente ligado à confiança (lembra que eu falei lá no começo do artigo?). E, mais do que gentileza da pessoa que tratará do seu querido pet, tenha em mente que humildade é imprescindível.

Por mais experiente que o veterinário seja, ninguém está livre de limitações. Um bom profissional é capaz de admitir quando um caso requer a avaliação de um especialista, pois está além de seus conhecimentos sobre o assunto. Então, ele precisa reconhecer que um colega poderá ser mais específico e eficaz ao acompanhar e resolver a situação.

4. Especialidade – se você tem uma iguana, um veterinário de cavalos certamente não será a melhor escolha, nem mesmo o que trata de cães e gatos. Como escolher um bom veterinário? Procure lugares especializados em animais exóticos ou, se for o caso, clínicas exclusivas para felinos etc.

Cada vez mais, a medicina caminha para a especialização nesta área também, assim como na humana. Porém, antes de decidir em termos de dermatologista, cardiologista, neurologista, pense no animal em questão.

5. Preço – apesar de ser complexo comparar preços de serviços médicos, é preciso avaliar este quesito, ainda que não seja fator primordial sobre como escolher um bom veterinário. Na prática, os valores oscilam bastante, inclusive porque um estabelecimento pode cobrar menos na vacinação e, por outro lado, ser mais caro na internação de urgência.

Claro que a saúde do seu animal não tem preço. Todavia, cada situação deve ser analisada com calma, já que um médico que cobra mais barato não é, necessariamente, pior que outro. Como chegar a uma conclusão? O foco deve ser a qualidade.

6. Localização – vale lembrar que um veterinário perto de casa é mais indicado para evitar o estresse da viagem e/ou o tempo que leva até a clínica, principalmente em emergência. É preciso checar prós e contras, caso o médico seja realmente o que você buscava, que oferece a qualidade desejada, contudo, você terá que rodar muitos quilômetros com o pet.

E se, além de tudo isso, depois que você encontrou a resposta sobre como escolher um bom veterinário, o estabelecimento ainda oferecer serviços como banhos, tosa, hotelaria, adestradores e outros mimos, melhor ainda, né?

Boa sorte!

Até breve…

 

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply