Curiosidades sobre canguru: origem do nome e outras

O que não falta é lenda, teoria, literatura e curiosidades sobre canguru. O folclore australiano traz algumas delas – às vezes bem antigas, difíceis de verificar a veracidade. Mas nem é esta a minha ideia hoje…

Em vez de apresentar provas concretas, espero mesmo é que você se distraia e aprenda mais com o tema, descobrindo curiosidades sobre canguru. Começo por informações com uma pegada científica e biológica, porém, não menos interessantes…

A primeira delas é a seguinte: o nome canguru é o termo comum dado aos bichos do gênero Macropus. São animais de cabeça pequena, orelhas grandes, patas frontais curtas, com cinco dedos, e traseiras grandes, com quatro dedos.

É claro que o assunto curiosidades sobre canguru não pode passar sem falar do marsúpio, uma espécie de bolsa encontrada no abdômen das fêmeas que serve de abrigo enquanto o filhote se desenvolve.

Em cada gestação, nasce somente um bebê, sendo seu tempo total de 30 a 40 dias. Antes, contudo, costuma haver uma luta entre os machos para ver quem ganha o direito de reprodução com uma das candidatas a futura mamãe. Sabia disso? Eu não!

O filhote nasce bastante imaturo. Por isso, precisa de alguns meses na bolsa materna para mamar e crescer forte e saudável. E olha que quando isso acontece a natureza capricha, viu? Um adulto mede cerca de 1 a 1,40 m de altura e pesa aproximadamente 80 quilos. Para garantir a energia, a alimentação na fase adulta é feita basicamente de frutas e vegetais.

Na verdade, existem 13 espécies de canguru conhecidas. O canguru vermelho (Macropus rufus) é considerado o maior e mais popular, encontrado em praticamente todo o território australiano. Dizem que ele consegue pular a uma altura de quase 2 metros!

Diferentemente de outros marsupiais, os cangurus usam a cauda como terceira perna, formando um tripé de apoio para facilitar a locomoção. O rabo musculoso dispõe de mais de 20 vértebras, contribuindo com a impulsão do corpo para a frente. Interessante, não é?

Velozes, os cangurus possuem pernas grandes e fortes, podendo atingir até 50 km/h, de preferência nas planícies da Austrália e da Papua Nova Guiné. Porém, habitam florestas também.

Aliás, tamanho, peso e velocidade são alguns diferenciais desse bicho e de seu parente wallaby. Dá uma olhada depois em um post sobre isso, ok? Depois! Porque ainda tem mais curiosidades sobre canguru!

A próxima é sobre a pelagem deles, que é grossa e, na maioria das espécies, apresenta coloração cinza ou marrom, além de peitoral e barriga no tom creme.

Você sabe de onde veio a palavra canguru? Na segunda parte deste artigo, não perca a explicação, ou melhor, a lenda sobre ela!

Curiosidades sobre canguru: conheça a origem do nome

Outra informação que circula por aí diz respeito à história por trás da palavra canguru. É uma espécie de lenda, descrita inclusive no livro “De onde vêm as palavras: origens e curiosidades da língua portuguesa”, de Deonísio da Silva, membro da Academia Brasileira de Filologia. O autor, que é professor, escritor e etimologista, diz que o termo canguru surgiu por um engano…

Tudo teria ocorrido quando navegantes ingleses que aportaram na Austrália ficaram espantados com um animal totalmente diferente dos que costumavam observar, e resolveram perguntar o nome dele aos nativos.

Foi, então, que um aborígene, sem entender coisa nenhuma do que o forasteiro dizia, teria respondido “kan ghu ru”, que significaria, segundo a história, “nós não te entendemos”, em uma das cerca de 100 línguas faladas na Oceania naquele período.

A tentativa de diálogo teria prosseguido por um tempo, sem avançar, até que os desbravadores acabaram adotando a tal frase como nome do bicho pulador e que ainda contava com uma sacola na barriga para carregar seu filhote.

Não importa a origem do apelido, o que não muda é o fato de o canguru ser um animal incomum. Em vez de andar, ele pula, e usa o rabo como perna; seu filhote completa o crescimento do lado de fora, na “bolsa” da mãe; quando bebê, mama; ao crescer, é herbívoro.

Até o próximo post com muito mais, seja trazendo curiosidades sobre canguru ou tantas outras variedades que merecem nossa atenção e cuidado.

Espero você aqui!

 

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply