Ocicat: lembra um gato selvagem, mas é dócil

Corpo forte, porte atlético e uma tentativa de mistura do siamês com o abissínio. Ocicat é um bichano inconfundível, inclusive no temperamento. Os segredos dele eu conto nos parágrafos a seguir… Vamos lá!

Para começar, um detalhe que chama atenção logo de cara: a pelagem malhada, lembrando a de um gato selvagem, sendo o padrão desejado o lince.

À propósito, o nome desse felino doméstico é inspirado no termo “ocelot”, um tipo de gato selvagem que vive na América do Sul – e que no Brasil chamamos de jaguatirica.

Os pelos do Ocicat são curtos, finos, lisos e trazem reflexos brilhantes. Uma curiosidade é que eles apresentam vários tons em cada fio, provocando um efeito ainda mais bonito.

E para manter o aspecto de sua pelagem, o Ocicat só precisa de uma escovação semanal, que ajuda a remover pelos mortos e dar um toque de luminosidade ao bichano exótico. Usando xampus específicos, esse felino encantador permanece com cores mais vívidas.

Com exceção da ponta da cauda, as cores aceitas são: chocolate, de castanha, prateada e lilás, em conjunto com camurça, canela e azul, sempre de forma nítida e agradável.

Em geral, os tons mais claros do Ocicat devem estar na região da face, como uma máscara, isto é, linhas mais escuras na área dos olhos e bochechas. Já as marcas são em tipping de cor mais escura.

Ainda sobre a aparência desse felino, a musculatura do Ocicat é bem-desenvolvida, e sua grande estrutura física, alongada, estilo semi foreing. Sem falar no peito amplo e no rabo longo e fino, além de cabeça em formato sutilmente triangular com contornos arredondados.

O focinho do Ocicat é quadrado e bem-delineado. Nele, grandes olhos amendoados inseridos com boa distância exibem tonalidade intensa e uniforme, mas sem ligação com a pelagem. Somente os gatos colourpoint devem apresentar olhos azuis.

Completando o visual selvagem, orelhas em posição de alerta e dispostas no canto da cabeça, de tamanho médio para grande. Mas o interessante é que, apesar de todo esse look meio agressivo do Ocicat, sua personalidade é amigável e dócil, como você vai conferir na segunda parte deste post.

Dá uma olhada!

Ocicat: temperamento

O jeitão de lince pode enganar! Na verdade, o Ocicat é sociável, doce e amigável; não gosta nada de ficar sozinho e convive bem com crianças.

Apenas sua relação com outros gatos pode ser um pouco delicada porque ele age como raça dominante, embora possa curtir momentos agradáveis com pets em geral.

Ativo, o Ocicat curte bastante a interação com pessoas, chegando ao ponto de receber as visitas em casa logo que elas chegam, mesmo se forem estranhos.

No entanto, essa natureza empolgada do Ocicat requer ter sempre alguma atividade, ou ele ficará entediado facilmente. Seu porte atlético permite saltos dos cantinhos mais altos e caçadas intermináveis. Haja energia para acompanhar esse pique!

Esse felino curioso adora brincar e, sempre que possível, deita do colo de alguém. Possui o temperamento fiel do siamês, porém, não é tão vocal quanto seu antecessor.

Ah! É recomendável trancar lugares nos quais o Ocicat não possa mexer, pois essa raça esperta costuma arranjar maneiras de conseguir o que deseja. Se quiser esconder algo, use chaves!

Além disso, esse gatinho com aparência selvagem é capaz de aprender comandos e truques rapidamente, aceitando inclusive andar na coleira, desde que o treinamento seja adequado.

Mudanças no estilo de vida dos tutores também não costumam ser um problema para esse bichano de fácil adaptação.

Finalizando…

Ocicat é uma raça nova e incomum que surgiu em 1964, sendo o primeiro exemplar desenvolvido por uma criadora chamada Virginia Daly de Michigan, interessada em gatos diferentes. Sem sombra de dúvida, um animal com características únicas, especiais, por dentro e por fora.

Gostou? Deixe seu comentário!

E até breve…

Fotos: Nickolas Titkov – Flickr CC

Leave a Reply