Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato?

A idade é um dos fatores para responder à pergunta “Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato?” Pets mais novos precisam de maior aporte de nutrientes e energia. Os detalhes eu conto nos próximos parágrafos… Vem comigo!

Em geral, filhotes devem comer de 3 a 4 vezes ao dia (da medida indicada pelo fabricante da ração e/ou médico). Lembre-se que eles estão crescendo, portanto, não é bom sofrer restrição em quantidade de comida – e qualidade também, claro!

O que é diferente – pelo menos na quantidade – dos bichanos adultos. Estes podem comer entre 2 e 3 vezes por dia. Alguns deles necessitam até de suplementação, quando há limitação ou doença identificada pelo veterinário.

São sugestões gerais para animais saudáveis, ok? Em situações especiais, o médico deverá prescrever algo de acordo com o estado de saúde do gato.

Em relação aos idosos, também é importante contar com uma porção adequada de vitaminas, pois o organismo dos gatos vai mudando conforme o tempo passa, tal como ocorre com os humanos.

O indicado não é diminuir a medida de uma só vez, mas aos poucos, até chegar ao volume ideal para a idade do felino. Isto é, nada de exagerar ou deixar o peludinho passando fome. Equilíbrio é tudo!

Outros fatores que servem para responder “Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato?” são o nível de atividade física dele e a temperatura ambiente.

Como você pode notar, muita coisa influencia o fornecimento de comida aos nossos amados de patas.

Aviso: Este post tem a função de informar. Não substitui consultas e tratamentos com veterinário e outros cuidados com os animais de estimação. Consulte sempre um profissional especializado para tratar seu pet com toda a atenção e o conhecimento que ele merece e precisa.

Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato: saiba mais

Além de definir “Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato”, é importante proporcionar ao felino uma rotina, com horário de alimentação pré-definido. Isso ajuda a evitar aumento de peso.

Você pode decidir isso com base na própria rotina dos humanos da casa onde vive o bichano, por exemplo. O recomendado é ter horários estabelecidos e deixar a ração disponível apenas no momento necessário. Ou seja, não manter o comedouro cheio o tempo todo, para não haver excessos.

Quem tem bicho de estimação, gato ou cachorro, sabe que, se deixar, os animais comem o dia inteiro, parece que nunca estão satisfeitos, não é mesmo? Só que não deve ser assim, pelo bem da própria saúde deles. Portanto, para garantir um bom funcionamento do organismo de nossos queridos pets, é importante pegar leve!

Ter uma rotina alimentar também auxilia em outro sentido: o bolso. É que a programação evita sobras, desperdício. No entanto, se não ficar ninguém na residência na hora do almoço ou jantar, a dica é deixar pequena quantidade, não enchendo o recipiente. Às vezes, é melhor providenciar um alimentador automático.

Não esqueça da água, pois mesmo que você saiba direitinho “Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato”, a hidratação adequada faz parte do bem-estar, seja de pets ou humanos.

Mas agora você pode estar com outra dúvida além de “Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato”: os petiscos entram na conta? Bem, geralmente, eles podem ser oferecidos com moderação fora dos horários das comidinhas principais.

Existem petiscos específicos para gatos, e você ainda pode oferecer alguns itens de hortifrúti que seu animal goste. O essencial é não tornar isso um hábito, para não acostumar mal o felino. Dependendo da raça, ele corre o risco de sobrepeso mais facilmente.

Comida adequada para idade, peso e condições de saúde; em horários regulares e na quantidade certa. Espero que, com o conteúdo de hoje, você possa ter a resposta perfeita para “Quantas vezes por dia devo alimentar meu gato?”, sempre com orientação de um veterinário de sua confiança.

Até a próxima!

Imagens: Pixabay

Leave a Reply