Tudo sobre parto de gatos: tire suas dúvidas aqui!

Tudo sobre parto de gatos significa entender o que acontece antes, na hora e depois do nascimento dos filhotes, além dos sinais de que algo pode não estar indo bem. Por isso, preparei um pequeno manual sobre o tema, para você tirar as principais dúvidas.

Antes de começar, é importante ressaltar que, geralmente, o parto desses felinos é tranquilo, confortável, acontece numa boa e sem a participação humana. Porém, ter algumas informações ajuda a identificar imprevistos e tomar providências. Então, anote aí Tudo sobre parto de gatos:

1. Normalmente, a gestação da gata dura entre 57 e 63 dias, ocorrendo mais ou menos em torno de 60 dias. É fundamental saber de quanto tempo é a gravidez do seu animal para acompanhar melhor o desfecho dela.

2. Quando sua gatinha estivar mais quieta, reduzindo as atividades físicas e buscando um cantinho quente, reservado e escuro, está quase chegando a hora – que acontece em algumas felinas perto da nona semana. É o momento de procurar o lugar ideal para ter os filhotes.

3. O final da gestação também causa estresse nas gatas, principalmente por causa do aumento das mamas e do tamanho do estômago, que fica consideravelmente maior. É possível ver, inclusive, o movimento dos gatinhos dentro do abdômen. Com isso, a futura mamãe tem dificuldade de andar e até de ficar deitada na mesma posição. Já a área perianal ainda está flácida.

4. O ponto principal de Tudo sobre parto de gatos é a hora H, na qual surgem dores das contrações e mais saída de fluidos que o normal. Para a chegada do primeiro gatinho, a felina costuma a ficar em posição semelhante à adotada quando defeca. Uma etapa capaz de durar até 30 minutos.

5. Depois do primeiro, o segundo chega imediatamente. A partir do terceiro filhote, poderão acontecer intervalos entre um e outro de até 60 minutos. Deixe comida e água perto, pois um parto normal pode durar 24 horas, sendo preciso recarregar as energias para continuar.

6. Terminadas as contrações, a nova mamãe da casa junta os filhotes nas mamas e começa a cuidar deles.

7. Se, no dia seguinte ao parto, a gata tiver uma diarreia leve, monitore sua hidratação, mas, em geral, isso não é motivo para sustos. Assim como não é problema quando ela come as placentas que saem com os gatinhos ou pouco depois do nascimento deles.

Tudo sobre parto de gatos: razões para ficar mais atento

8. Uma demora maior do que 4 horas para saída do baby tende a ser motivo de alarme porque um ou mais filhotes podem ficar presos no canal do útero, impedindo a saída dos outros. Essa é uma das situações mais perigosas quando o tema é Tudo sobre parto de gatos. Caso ocorra, vá logo ao veterinário!

9. Também é vital ter certeza de que todos os filhotes foram expelidos. Às vezes, fica algum no trato uterino, resultante de dificuldades durante próprio parto ou aborto. Se você não conseguir verificar isso sozinho, peça ajuda ao médico.

10. Secreções escuras e com odor desagradável dias após o parto pode ser indício de infecção – ou da presença de um filhote morto no útero.

11. Febre antes da chegada dos gatinhos tende a ser sinal de perigo: sua gata pode estar com infecção. É preciso levá-la ao veterinário. Só ele poderá avaliar fatores como risco de contágio nos filhotes e capacidade de suportar o parto. O cuidado ainda vale para aumento de temperatura durante ou após a chegada dos gatinhos.

12. Felina quieta demais ao dar à luz – ligue o alerta! Algo pode estar errado, seja uma exaustão, doença ou uma situação que está causando muita dor.

13. Por fim, Tudo sobre parto de gatos é um assunto que inclui o fato de a gata reconhecer os filhotes doentes e abandoná-los. No entanto, é possível que, depois cortar o cordão umbilical, ela devore os animais enfermos. Fique de olho, evitando que ela coma os bichinhos rejeitados.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui acompanhamento veterinário e outros serviços especializados. Consulte sempre um profissional capacitado.

Até a próxima!

Leave a Reply