Vitaminas para gato: entenda a importância delas

Às vezes, a alimentação não é o suficiente para nutrir nossos pets, por diversos motivos. Então, é hora de recorrer às vitaminas para gato. Veja hoje como elas atuam no reequilíbrio da saúde dos felinos domésticos.

Uma nutrição adequada é essencial para manter o bem-estar dos bichanos. Assim como a nossa, está diretamente ligada à boa funcionalidade do organismo. Contar com os nutrientes certos em qualidade e quantidade é um modo terapêutico natural.

Os independentes gatinhos precisam de supervisão constante de sua dieta, para que condições como a desnutrição possam ser identificadas o quanto antes. Garantir o adequado aporte de micronutrientes é possível por meio das vitaminas para gato.

Existem até certas combinações específicas de vitaminas para gato formuladas especialmente com a intenção de incrementar o apetite. Desse modo, o bichano pode voltar ao seu ritmo normal de alimentação.

É com elas que, na falta de alimento, evitamos um estado de inanição – e suas consequências desastrosas para os órgãos. As vitaminas para gato em um quadro de desnutrição têm como vantagens:

  • Estimular a assimilação ideal de macronutrientes (proteínas, gorduras e hidratos de carbono).
  • Evitar doenças secundárias devido ao déficit vitamínico.
  • Favorecer o sistema imunológico.
  • Permitir que o organismo mantenha mais facilmente suas funções vitais.

Em geral, as duas causas principais da desnutrição de um gato são falta de alimento ou distúrbios na absorção dos nutrientes. Por exemplo: doença causando anorexia ou falta de apetite; impossibilidade de ingerir a comida.

Diversas enfermidades podem estar por trás da perda da vontade de comer. É o caso do hipertireoidismo, insuficiência renal, “fígado gordo”, cáries, males causados por bactérias ou vírus e, ainda, a pancreatite.

Identificada a carência nutricional, o veterinário pode prescrever vitaminas para gato, ajudando a devolver ao animal os micronutrientes. São elementos que, apesar de existirem em pequenas proporções no organismo, são vitais porque participam de várias reações químicas imprescindíveis para a vida.

Atenção: não coloque a vida do seu pet em risco praticando a automedicação, principalmente oferecendo a ele complementos nutricionais aprovados exclusivamente para uso humano.

Aviso: Este post tem a função de informar. Não substitui consultas e tratamentos com veterinário e outros cuidados com os animais de estimação. Consulte sempre um profissional especializado para tratar seu pet com toda a atenção e o conhecimento que ele merece e precisa.

Vitaminas para gato: tipos e usos

Atualmente, não faltam opções de vitaminas para gato, sejam elas no formato de pasta, cápsula, gel ou guloseimas. Que bom, não é mesmo? São produtos com características apropriadas aos felinos domésticos, mas que devem ser adaptados ao peso de cada bichano.

Somente profissionais capacitados estão aptos a fazer isso. E mais: quando necessário, são solicitados exames extras para avaliar se existe carência de uma determinada vitamina em especial.

O médico, em alguns casos, prescreve uma só vitamina – a ser combinada com outros itens nutricionais-, em vez de complemento com um mix de vitaminas para gato.

Além da desnutrição, o envelhecimento também altera a fisiologia dos pets, tal como ocorre nos humanos. Os animais passam a ter necessidades diferentes que, para serem satisfeitas, a tendência é incluir as vitaminas para gato.

Os riscos associados à longevidade podem ser minimizados através de uma boa alimentação e, quando preciso, vitaminas para gato. Na velhice, a atenção à saúde do bichano deve ser redobrada. Ao sinal de que algo não está bem, é fundamental levar logo o pet ao médico.

A qualidade de vida dos nossos amados bichinhos de estimação depende de vários fatores: físicos, psíquicos e sociais. E as vitaminas para gato são um recurso e tanto para favorecer tudo isso. Aproveite-as! Converse com um veterinário de sua confiança.

Até o próximo post!

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply