Curiosidades Mamíferos

Tipos de Macacos: conheça 8, e muitas curiosidades!

Bugio, babuíno, aranha, esquilo, narigudo… A lista de tipos de macacos é grande, assim como suas incríveis características. Separei algumas espécies e curiosidades para você entender melhor como vivem e se comportam os primatas. Confira!

1. Babuíno – bicho de temperamento agressivo que raramente sobe em árvores. De tamanho médio a grande, possui caninos avantajados, mãos com polegares opositores e pelo mais longo no rosto.

Sua alimentação é composta por variados animais pequenos, frutas e folhas. O babuíno habita principalmente a savana africana, mas também é encontrado no Oriente Médio e Europa.

2. Japonês – é um dos tipos de macacos mais famosos, especialmente por ter cara e cauda vermelhas, devido à enorme quantidade de vasos sanguíneos. Isso permite que as partes do corpo que não contam com pelos mantenham o calor.

Afinal, o macaco japonês vive nas montanhas e bosques do Japão e consegue sobreviver a temperaturas de até -15 º C. Sociável e de hábitos diurnos, chega a viver 33 anos.

3. Macaco-aranha – primata do gênero Ateles, tem como destaque a falta do dedo polegar. Além disso, apresenta aparência esbelta, corpo alongado medindo uns 90 cm e rabo quase do mesmo tamanho. Possui ainda membros compridos, quatro dedos e pelos castanhos ou pretos.

O macaco-aranha passa a maior parte dos dias nas árvores, nas florestas tropicais brasileiras até as mexicanas. Nelas, vive em grupos com cerca de 30 indivíduos, e são muito territoriais. A alimentação da espécie consiste basicamente em sementes, frutos, cascas e folhas.

4. Mandril – um dos tipos de macacos mais antigos, e um dos maiores do mundo, podendo chegar a 55 kg. Seu rosto traz marcas vermelhas e azuis; já os pelos são pardos.

A personalidade do mandril é sociável. Ele vive em grupos de até 250 macacos, embora os machos adultos sejam geralmente solitários.

Este primata habita zonas tropicais da África e coleta alimento do solo para sobreviver. Seu predador mais importante é o leopardo.

Tipos de macacos: veja mais espécies interessantes

5. Bugio-preto – conhecido como caraya, apresenta pelo preto (macho) ou similar à camurça (fêmea). Um detalhe curioso é que esta variedade de macaco consegue uivar, pois sua garganta é mais desenvolvida em relação aos demais tipos de macacos.

O som serve para marcar território e quase sempre acontece ao amanhecer e entardecer. O bugio-preto é a espécie mais austral, uma vez que habita diversos cantos da América do Sul: Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Peru e Paraguai.

E prefere as florestas, normalmente as próximas de pântanos ou cursos d’água. Seus grupos costumam ter no máximo 15 indivíduos, sendo 3 machos e o restante composto de crias e fêmeas. Quanto à dieta, come sementes, frutas, flores, ervas e hastes.

6. Macaco esquilo – o nome já dá uma pista deste bicho muito ágil, vivendo pra lá e pra cá nas copas de árvores das florestas subtropicais da América do Sul e América Central.

Ele conta com um rabo mais comprido que o corpo, pelos amarelos na parte inferior, grisalhos no centro e pretos no rosto e cabeça. É um gênero de macaco diurno e forma grupos com 35 a 50 membros, em média. Para manter a energia, come frutas, sapos, ovos e insetos.

7. Macaco titi – duas mechas de pelo branco na lateral da face é a característica marcante dessa espécie endêmica que mora nas florestas do Brasil, mais precisamente perto dos rios Parnaíba e São Francisco.

No resto do corpo, a pelagem do macaco titi é grisalha e negra. O primata pode medir até 25 cm, mas sua cauda chega a 35 cm. Quanto ao peso, é aproximadamente ½ kg.

Territorial e hierárquico, forma bandos com até 20 exemplares. E se alimenta de aranhas, pequenos vertebrados, ovos de aves, frutas, néctar, seiva e insetos. Variado o cardápio, né?

8. Narigudo – a principal característica dele é seu rosto rosado com um nariz largo e carnudo. O aspecto está ligado à seleção sexual, pois as fêmeas dão preferência aos machos mais narigudos.

Esse bicho tem outro ponto forte: é bom nadador, além de viver escalando árvores em busca de alimento na Ilha de Bornéu, no Sudeste Asiático, seu lugar de origem.

Às vezes, pensamos que eles são todos iguais, mas no post de hoje, com os tipos de macacos, você viu que não… Espero que tenha gostado!

Até o próximo artigo!

 

 

 

 

Imagens:
Image by Gerhard Gellinger from Pixabay
Image by Marcel Langthim from Pixabay

Faça um Comentário