Cachorro Curiosidades Gato

Comprar cachorro ou gato é errado? É crime?

Comprar Cachorro ou Gato é errado? É crime?

Comprar cachorro ou gato é errado? De fato, nos últimos tempos, há uma discussão moral bastante acirrada a respeito do assunto. Afinal, os defensores dos direitos dos animais pregam a ideia de que, ao invés de comprar, os donos deveriam adotar seus animais de estimação. O argumento é de que a compra de cães e gatos sustenta um mercado cruel, isto é, grandes instalações comerciais de criação de gatos e cachorros, onde os animais são frequentemente maltratados.

Além disso, existem milhões de cães e gatos em abrigos procurando um novo lar. Contudo, alguns proprietários querem uma raça específica e acham que não há problema se o cão ou o gato for comprado com responsabilidade. Afinal de contas, comprar cachorro ou gato é errado? Existe um lado certo? O que deve ser levado em consideração na adoção ou compra? Isso é o que vamos abordar ao longo desse artigo. Confira!

Por que você deveria adotar?

Para muitos ativistas dos direitos dos animais, comprar cachorro ou gato é errado. O argumento defendido por eles para adotar, ao invés de comprar um cachorro ou gato, é que existem diversos animais esperando para serem adotados. De fato, existem algumas pesquisas que estimam que cerca de setecentos mil animais são sacrificados anualmente em abrigos. Portanto, todo cachorro e gato comprado em uma loja equivale a outro cachorro ou gato que não encontrará um lar.

Sem dúvida, muitas pessoas optam pelo comércio de animais ao invés de encontrar e pesquisar por criadores de cães e gatos. O problema é que esses comércios costumam pegar seus animais em instalações comerciais mal regulamentadas – ou seja, as chamadas “fábricas de filhotes”. Nessas fábricas de animais, os cachorros e gatos vivem em condições horríveis e abusivas. Isso leva a cães e gatos doentes, maltratados e traumatizados.

Portanto, há o argumento de que comprar animais de estimação ajuda a aumentar os lucros e a continuidade dos negócios dessas fábricas de filhotes. Isto é, enquanto houver demanda, haverá animais vivendo nessas condições. Desse ponto de vista, muitos defendem que comprar cachorro ou gato é errado. Ao invés disso, há um amplo incentivo para salvar animais em abrigos, adotando um amigo que será eternamente grato aos donos por fornecer um lar saudável e amoroso.

Além disso, a adoção é mais barata do que comprar um cachorro ou gato em uma loja ou criador. Isso também apoia os abrigos. Afinal, eles também precisam movimentar para manter as coisas funcionando, e a adoção ajuda a liberar espaço para salvar outros animais. Por isso, comprar cachorro ou gato é errado do ponto de vista de que muitos deles não tem lar e são “gratuitos”.

Comprar Cachorro ou Gato é errado? É crime?

Por que comprar um cachorro ou gato?

No entanto, há o outro lado da moeda. Muitos defendem que não há nada errado em comprar um cachorro ou gato de uma loja ou criador. Afinal, comprar um cachorro ou gato em uma loja ou criador nem sempre é eticamente errado, pois muitos proprietários dedicam tempo para fazer a pesquisa e sabem de onde vêm seus cães e gatos – e como eles eram tratados.

Existem muitos bons criadores e lojas por aí, e eles também precisam do apoio de proprietários responsáveis ​​para permanecer no mercado. Um bom criador examina os clientes antes de vender um cachorro ou gato, por exemplo. Por isso, esses cães são muito menos propensos a acabar na rua ou em um abrigo.

Adotar cães também tem suas desvantagens, segundo os defensores da compra. Isto é, você geralmente não pode conhecer os pais de um filhote de um cachorro de abrigo. Isso é importante enquanto o maior determinante da personalidade adulta de um cachorro. Você também não conhece a história de um cão e gato adulto, desconhecendo problemas comportamentais latentes que podem surgir.

Comprar cachorro ou gato é errado?

Comprar cachorro ou gato é errado? Devemos parar de criar cães e gatos até que os abrigos estejam vazios? É errado comprar um filhote quando tantos cães e gatos precisam de casa? Essas são algumas das questões importantes. Se você já foi ou considerou ser proprietário de um cão ou gato, é provável que tenha ouvido falar que adotar de um abrigo ou instalação de resgate é muito melhor do que comprar de um criador.

Na realidade, porém, não é tão preto no branco como “abrigos são bons” e “criadores são ruins”. Existem muitos fatores que devem ser levados em consideração na decisão de onde comprar o animal, desde a idade do cão/gato que você deseja até o tamanho do seu orçamento. Portanto, antes de cancelar imediatamente os criadores, é interessante fazer a lição de casa para descobrir exatamente qual opção é a mais adequada para você.

Comprar Cachorro ou Gato é errado? É crime?

É crime?

Para começar, os criadores não são fábricas de filhotes. As pessoas frequentemente confundem os criadores com esses lugares muito mais infames (e muitas vezes clandestinos e ilegais), onde os cães e gatos são criados e mantidos em condições horríveis com o mínimo de cuidados necessários. Bons criadores, no entanto, geralmente são certificados e tomam um cuidado especial para criar seus cães e gatos para prover uma boa saúde e um bom temperamento.

Os cães, gatos e seus filhotes são mantidos em um ambiente doméstico, com muito espaço ao ar livre e cuidados. Se você quer um cão ou gato de raça pura porque é obcecado por uma determinada raça ou tem alergias, os criadores são, sem dúvida, o caminho mais ético.

Contudo, se você ainda estiver em um dilema moral, saiba que, a cada ano, estima-se que mais de um milhão de cães e gatos adotáveis ​​sejam sacrificados. Isso acontece simplesmente porque muitos animais de estimação entram em abrigos e poucas pessoas consideram adoção quando procuram por um animal de estimação.

O número de animais sacrificados pode ser reduzido drasticamente se mais pessoas adotarem animais de estimação ao invés de comprá-los. Afinal, quando você adota, você salva um animal, abrindo espaço no abrigo para outro que possa precisar dele urgentemente.

Conclusão

Comprar cachorro ou gato é errado? Essencialmente, não. Mas para ser certo, deve ser feito de modo consciente.

Faça um Comentário