Otite externa canina: causas, sintomas e tratamento

A otite externa canina é uma inflamação no canal auditivo, cuja causa é preciso identificar o quanto antes para não haver complicações. O problema pode atingir o tímpano, além de surgir acompanhado ou não de infecção.

Se não for descoberta a origem da otite externa canina e feito o tratamento adequado, ela pode ficar crônica. Vem comigo, que eu explico os detalhes agora mesmo!

As fontes primárias da otite externa em cães podem ser:

  • Corpos estranhos (pelos, pragas)
  • Disfunções na queratinização, que favorecem o ressecamento da pele e estão ligadas às doenças endócrinas, como o hipotireoidismo
  • Doenças autoimunes
  • Mecanismos de hipersensibilidade (fatores mais comuns): dermatite atópica, reações adversas aos alimentos, isto é, intolerância e alergia alimentar
  • Neoplasias ou pólipos que obstruem o canal (embora estas sejam mais frequentes em gatos)
  • Parasitas (ácaros e carraças)
  • Traumatismos

Há causas primárias que costumam piorar a otite externa canina com o tempo. Ainda que a inflamação seja resolvida, se a raiz do mal não for sanada definitivamente, o animal não fica livre do desconforto no ouvido. São infecções por bactérias ou fungos, entre elas a Malassezia.

Existem outros aspectos da otite externa nos cachorros que, mesmo não sendo diretamente responsáveis pela enfermidade, contribuem com o aparecimento, agravamento ou a manutenção do quadro. São eles:

  • Aspecto pendular das orelhas de alguns animais, entre eles os cockers, dificultando a ventilação do canal
  • Canal auditivo muito peludo, como os dos poodles
  • Doenças obstrutivas do canal auditivo, tais como inchaços, nódulos etc.
  • Maior estreitamento do canal auditivo em espécies como os shar peis
  • Umidade do canal em cachorros que nadam ou tomam banho com frequência
  • Uso agressivo de cotonetes, entre outros erros na limpeza e/ou tratamento dos ouvidos

É importante saber que, dificilmente, a otite é provocada por apenas um fator; o mais provável é um conjunto deles. E o sucesso do tratamento está diretamente ligado à correta identificação e correção das condições que levam ao distúrbio.

E mais: alguns micro-organismos que habitam normalmente o canal auditivo geralmente não são, por si só, causadores da otite externa canina – apesar de que, na presença do contexto ideal, eles podem crescer descontroladamente.

Otite externa canina: como identificar e qual o tratamento

Os sintomas da otite externa canina dependem da gravidade. Geralmente, podem incluir:

  • Vermelhidão dentro da orelha, provocada pelo aumento de sangue na região
  • Agitação da cabeça
  • Coceira
  • Dor local
  • Secreção, quando existe uma infecção associada
  • Otohematoma e até surdez, nos quadros crônicos

Aviso: a presença de um ou mais sinais descritos neste artigo não quer dizer, necessariamente, que seu animal de estimação esteja com otite externa canina. 

Após os exames otoscópico e citológico, o veterinário poderá prescrever medicação local para aplicar no canal auditivo, com objetivo de controlar a inflamação e infecções. Às vezes, são feitos também procedimentos hospitalares, de limpezas simples a outras mais profundas sob anestesia geral.

A higienização da área afetada, com remoção de possíveis secreções, é essencial para que o tratamento da otite externa canina seja bem-sucedido. E o profissional poderá ensinar o tutor a fazer uma limpeza comum corretamente em casa, para cuidados posteriores. O que deverá ser realizado sempre com produtos próprios.

Quando não está clara a causa da inflamação no ouvido de um animal, o médico costuma estabelecer um protocolo de tratamentos e limpezas. E reavaliações clínicas deverão ser feitas para verificar se as ações estão surtindo o efeito desejado ou se precisam ser ajustadas.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui acompanhamento veterinário e outros serviços especializados. Consulte sempre um profissional capacitado para obter diagnósticos e tratamentos adequados.

Até breve com mais conteúdo sobre animais!

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply