Vombate, o marsupial que faz cocô em cubo; entenda

A interação social do Vombate não é lá grandes coisas, mas ela aumenta no período de acasalamento. É quando esse marsupial emite um sinal um tanto quanto curioso: cocô em cubo. Quer saber o que isso significa? É só não perder nada do artigo de hoje! Vem!

Os Vombates gostam de ficar sozinhos e, geralmente, fazem amigos quando estão com segundas intenções, ou seja, para acasalar. A tática escolhida para indicar isso a um possível parceiro é inusitada, e inclui a presença de fezes diferentes.

Aliás, alguns animais costumam colocar excrementos em lugares estratégicos próximos às suas tocas para atrair fêmeas com ajuda do odor exalado por eles. No caso do Vombate, o que chama atenção também é o formato cúbico do material.

Tudo indica que o aspecto das fezes é importante para manter os dejetos no lugar, ao contrário dos cocôs arredondados. E são aproximadamente 80 cubinhos por dia!

O fenômeno desperta interesse e debate não é de hoje. Até recentemente, os pesquisadores ainda estavam às cegas sobre os motivos dessa particularidade do Vombate, inclusive os estudiosos dos fluidos corporais, que mais entendem do assunto.

Cientistas chegam a duvidar… no entanto, ao constatar que é um fato, passam a tentar descobrir os motivos e, ainda, como o fofo Vombate é capaz de fazer cocô em cubos. Nativo da Austrália, ele é o único animal no planeta que produz resíduos assim.

Uma das teorias já apresentadas é a seguinte: os cubos de fezes são criados – e empilhados – para marcar território, evitando que os excrementos se afastem. É como se estivessem tentando montar pequenas “pirâmides de tijolos”. Entretanto, parece que esta justificativa foi descartada.

Vombate e o mistério das fezes cúbicas: possíveis razões

Outra hipótese é que os cubos estejam mais possivelmente ligados aos ambientes secos nos quais boa parte dos Vombates vive. Esse bichinho simpático faz um esforço danado para retirar cada gota de umidade de sua alimentação.

Tanto que, nos zoológicos, onde pode ter acesso melhor à hidratação, as fezes são menos quadradas, uma vez que a secura contribui com a rigidez e formação de ângulos mais pronunciados. Faz sentido, concorda?

É provável que exista uma combinação de fatores: umidade e trato digestivo primário. Seja esta especulação ou outra teoria, não é fácil provar por que o Vombate faz cocô em cubos, pois não é simples adquirir e ter acesso às vísceras dele para estudo. Só que esta não é a única curiosidade sobre os Vombates! Tem mais na próxima parte…

Antes, dá uma olhada na aparência graciosa dele…

Vombate: outras habilidades e características

O Vombate é um quadrúpede atarracado, com cerca de 1 m de comprimento, cauda curta e grossa. Grande, chega a pesar 40 kg. E, apesar disso, pode atingir a velocidade de 40 km/h quando está mais apressadinho.

Normalmente, gosta mesmo é de dormir, chegando a passar até 16 h por dia descansando. O sono é explicado pelo metabolismo lento típico da espécie, que é adepta da vida noturna.

É integrante da família Vombatidae. Tal qual o canguru, a fêmea também possui uma bolsa junto ao corpo, para carregar e proteger os filhotes.

Considerado o maior escavador mamífero do mundo, passa grande parte de seu tempo debaixo da terra, dentro de seus buracos e túneis.

À propósito, seus túneis podem ter várias conexões ou “viveiros”, que cabem famílias inteiras de Vombates, embora isso não seja frequente. Na verdade, é mais usual cada um ficar em um canal, como se fosse um quarto de uma casa.

Superpeludo, o Vombate é nativo da Austrália e vive também em ilhas próximas àquele país. Por isso, é compreensível que muitos brasileiros não conheçam esse animalzinho que lembra os cães da pradaria, porém, um pouco maiores.

Então, agora eu também já posso dizer que sei de um animal que faz cocô em cubos, entre outras curiosidades que você encontra aqui, no QC Animais!

Até o próximo artigo!

 

Imagens:
Vic M por Pixabay
Pen_ash por Pixabay

Leave a Reply