Ceylon: gato raro, exótico, inteligente e divertido; saiba mais

A origem do gato Ceylon não é clara, mas ele acabou ficando popular depois de chegar à Itália. Raro, chama atenção por ser um pet agradável. Vem comigo descobrir outros encantos dele!

O Ceylon é do tipo equilibrado e paciente, que gosta da companhia humana (inclusive desconhecidos) e de outros animais, mas tem seu momento ativo, de brincadeiras. Ele adora carinho; o apego aos tutores é fácil. E ainda é supreendentemente silencioso!

Também tem boa adaptação aos mais diversos ambientes, inclusive apartamentos; é bastante obediente e não apresenta agressividade; é dócil, amigável, convive tranquilamente com adultos e crianças.

Inteligente, simpático, animado e ativo, o Ceylon está constantemente interessado no que acontece ao seu redor, e ama brincadeiras, diversão. O ideal é manter objetos sempre por perto para ele aproveitar toda a sua disposição.

Tem preferência por espaços maiores para gastar energia à vontade, apesar de se adaptar bem aos ambientes menores. Se tiver outro animal de estimação para fazer companhia, ele gosta, mas não isso não é algo obrigatório da raça.

Para completar os pontos positivos, a manutenção da pelagem é simples. Com uma escovação semanal, ela fica bonita, lisa e macia.

O lado nem tão legal assim é que pode ser difícil conseguir um exemplar, pois o bichano ainda é raro, apesar de ter sido reconhecido oficialmente pela Federação Internacional dos Amantes de Gatos, Federação Italiana de Associações de Felinos (FIAF) e de ter registro no World Cat Federation (WCF).

Quando a pessoa consegue encontrar um criador, o preço para importar o Ceylon não ajuda, costuma ser alto. Na verdade, de tão raro, o gatinho nem preço exato possui. Que pena, não é mesmo? Mas isso não impede de conhecer – e quem sabe até sonhar em ter uma belezinha dessas!

Ceylon: características físicas e curiosidades sobre esta raça

Ceylon é um felino de porte pequeno a médio, ombros largos, quadris e peito bem-desenvolvidos. Seu peso varia entre 3,5 a 9 kg, tanto no macho quanto na fêmea.

Apresenta pescoço curto, forte e musculoso; pernas finas, de comprimento médio, e pés arredondados. Já a cauda é curta e contínua, com ponta também arredondada e comprimento afunilado em direção a ela.

O padrão da raça ainda inclui: cabeça de tamanho médio, larga e redonda; nariz curto, bochechas suavemente arredondadas e com ossos proeminentes; testa ligeiramente achatada, queixo e mandíbula sólidos; orelhas grandes, largas na base, de inserção alta e pontas discretamente redondas.

Os olhos do Ceylon são grandes, bem-separados, trazendo borda superior em formato de amêndoa e inferior redonda, além de cor variando da amarela à verde brilhante.

Em relação ao pelo do Ceylon, é fino, sedoso e curto, manchado com tons de marrom e bege, do tipo tigrado. Seu manto é apertado ao corpo, com pouco subpelo ou fiapos. Conta com ticking (marcação salpicada) destacada no peito, costas e flancos. E mais: estrias nas patas e cauda, além de ponta da cauda geralmente colorida com a cor do ticking.

O bichano é regularmente colorido em todas as variedades, indo dos tons arenosos ao ouro (golden), de acordo com o ticking. À proposito, as tonalidades reconhecidas destas marcações salpicadas para o Ceylon são: creme, azul-creme, azul, vermelha, preta e tartaruga.

Para finalizar, um pouco mais sobre a história que iniciei na abertura deste artigo… O fato é que a origem genética do Ceylon não é conhecida, mas, como o nome já diz, ele surgiu em Ceilão, local onde hoje é o Sri Lanka.

Tudo indica que seus antepassados foram gatos vermelhos e manchados, além de felinos selvagens que andavam naquela região muito tempo atrás. Aparentemente, o desenvolvimento do Ceylon, pelo menos no começo, foi natural, sem interferência humana.

Já em 1984, Paolo Pelegauta, um médico italiano que viajava pelo Sri Lanka ficou encantado com os bichanos de lá e resolveu levar alguns na bagagem na volta para casa.

Com isso, deu início a um programa de criação, junto com outros criadores, para melhorar a raça, definir padrões, identificar o gato. E o Ceylon fez sua estreia no Ocidente, apresentado através de um show de felinos.

Até o próximo artigo, com mais curiosidades, histórias e personalidades desses animais queridos no mundo todo!

Encontro você aqui em breve…

Leave a Reply