Como alimentar filhote de gato? 3 Dicas simples

Um filhote faminto sem sua mãe por perto para amamentá-lo é uma daquelas situações para quais nem sempre estamos preparados. Então, temos que responder rapidamente “Como alimentar filhote de gato?”, e agir! Se depender de mim, você vai tirar nota 10 nessa tarefa! Vamos lá!

De repente, encontramos – ou conhecemos alguém que achou – um bebê felino abandonado. Ou, talvez, uma gatinha teve problemas no parto, não resistiu, deixou sua prole sem leite e demais cuidados que todos os recém-nascidos precisam.

Sim, o preparo de um veterinário é imprescindível. Porém, em uma emergência, quando você não puder contatar um médico imediatamente, dá uma olhada nas dicas abaixo sobre “Como alimentar filhote de gato?”:

1. Alimentação – um dos indicados é o PetMilk, apropriado para bebês e encontrado em pet shop e lojas do gênero. Mas, se não for possível, providenciar este, use o leite de vaca diluído em água morna (proporção meio a meio).

Leite de vaca não é uma boa ideia porque, geralmente, gatos e cães têm intolerância à lactose. Contudo, ao encontrar um bichano tão novinho abandonado na rua, por exemplo, não se sabe quando ele mamou pela última vez – se é que mamou.

Ou seja, pode estar morrendo de fome, literalmente (espero que não!). Por isso, ofereça o leite que tiver em casa. Que tal tentar um conta-gotas ou seringa para facilitar?

2. Mamadas – para que o filhotinho sobreviva, ele precisa mamar com pequenos intervalos. Este detalhe faz toda a diferença sobre “Como alimentar filhote de gato”, pois longos períodos sem comida podem levar o animal a óbito.

3. Desmame – passados 15 a 20 dias depois de colocar em prática “Como alimentar filhote de gato”, é hora de dar ao pet ração com água morna, fazendo uma papinha.

Não tire o leite por completo ainda, certo? A mudança deve ser gradual. E logo que o gatinho terminar de comer, retire o alimento de perto, uma vez que ele fermenta após um tempo e pode fazer mal.

Aviso: Este post tem a função de informar. Não substitui consultas e tratamentos com veterinário e outros cuidados com os animais de estimação. Consulte sempre um profissional especializado para tratar seu pet com toda a atenção e o conhecimento que ele merece e precisa.

Como alimentar filhote de gato? Cuidados complementares

A temperatura do bebê gato é tão importante quanto providenciar sua alimentação. Enquanto prepara a sugestão acima sobre “Como alimentar filhote de gato?”, providencie panos, mantas e até uma bolsa de água quente. Só não pode exagerar no excesso de calor, pois isso é capaz de matar o baby – tanto quanto o frio (hipotermia). O recomendado é algo em torno de 37º a 38ºC.

Os filhotes felinos são ainda mais dependentes do que nós humanos logo quando nascemos, sabia? Até suas necessidades fisiológicas são estimuladas por suas mamães no começo. Eles não são capazes de fazê-las sozinhos quando são dados à luz.

Falando nisso, a higiene faz parte da atenção que os pequenos bichanos necessitam. Na falta da mãe, limpe o gatinho com pano macio ou algodão embebido na mistura de água morna com álcool. A proporção costuma ser meio a meio. Não precisa aplicar a solução todos os dias, ok?

Também não enxergam bem, não conseguem sequer levantar, ao contrário do que acontece com potrinhos, girafas e outros bichos minutos após o parto.

E como bem-estar depende de alimentação adequada, limpeza e boas horas de sono, que tal arranjar uma caminha bemmmm macia? Uma caixa de papelão forrada com manta ou toalhas dá conta do recado. Ainda mais se colocar folha de jornal por cima, que deve ser trocada regularmente. Afinal, bebês sujam bastante, não é?

Como alimentar filhote de gato? Você viu as sugestões acima, e desejo que elas ajudem realmente. É óbvio que nem o melhor dos leites industrializados ou a cama mais confortável pode fazer igual ao que a própria natureza materna proporciona. Mas vale a pena caprichar!

Se possível, tente encontrar uma gata que esteja amamentando para aumentar a chance de o baby órfão ficar forte e crescer. O ideal é que os filhotes dela tenham a mesma idade daquele que você está cuidando com tanto carinho.

Boa sorte! Até breve…

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply