Curiosidades sobre camelo: comida, reprodução e mais!

O tema de hoje é um mamífero herbívoro que habita as áreas desérticas da Ásia Central, África e Arábia. Conheça a seguir mais curiosidades sobre camelo, um animal resistente, com sistema digestivo e alimentação como nenhum outro.

O gênero Camelus abrange duas espécies, cujos nomes científicos são: Camelus dromedarius, no caso do dromedário, ou Camelus ferus, chamado apenas de camelo, camelo bactriano ou asiático. São variedades nas quais o número de corcovas é a principal diferença.

Essas estruturas conhecidas como bossas são despensas de gordura e nutrientes. Durante um bom tempo, acreditamos que elas continham basicamente água, utilizada de reserva nas grandes travessias do deserto.

Mas não é bem assim… o camelo, sempre que tem oportunidade, come muito, principalmente alimentos ricos em líquidos (cactos e outros vegetais), para criar estoque de energia.

A gordura armazenada na corcova é usada toda vez que o animal não pode comer ou beber. Por isso, o camelo consegue andar mais de 100 km em um só dia antes de fazer uma boquinha.

Essas bossas ficam altas quando estão cheias, ou seja, quando os camelídeos estão abastecidos, chegando a pesar até 35 kg. Graças a elas, os animais são capazes de viver por até duas semanas sem ingerir nada.

Por falar em refeição…

Curiosidades sobre camelo: o que ele come?

O camelo é um mamífero herbívoro que percorre enormes distâncias à procura de comida ou em alguma atividade humana. E, como você viu, ainda pode armazenar em suas corcovas grandes quantidades de gordura, para ter como ficar nutrido em períodos de seca.

É bom lembrar que muitos deles vivem em desertos e locais parecidos, isto é, nem sempre as refeições estão à disposição.

Em geral, os camelos são herbívoros. Então, eles costumam ingerir vegetais e plantas salgadas do deserto. Porém, quando a fome aperta, consomem praticamente todos os tipos de alimentos.

Ou seja, uma das curiosidades sobre camelo é que ele consegue comer todas as variedades de plantas ou vegetações, incluindo as das áreas mais inóspitas.

Frutas (frescas ou secas), ervas daninhas, grãos, folhas secas, ramos, cactos, galhos espinhosos, enfim, nada escapa! É o típico bom de boca…

É natural que a dieta do camelo seja tão ampla, pois sem essa característica especial esse animal que vive em zonas hostis, repletas de dunas e terras áridas, não poderia sobreviver.

Ele come plantas que os demais bichos não aceitariam porque conta com lábios e aparelho digestivo diferenciados.

Os camelídeos podem abocanhar diferentes texturas: macias, duras, secas, molhadas, espinhosas etc. Sua digestão consegue aproveitar os alimentos ao máximo, ainda que esporadicamente. O interessante mecanismo estomacal de três câmaras digere a comida várias vezes.

Além disso, o corpo do camelo absorve a umidade da vegetação ingerida, otimizando a água que ele armazena.

Quanto aos camelos domésticos, o menu deles é geralmente composto por folhas, plantas, cereais, trigo, milho e aveia. As curiosidades sobre o camelo incluem a tâmara como um de seus pratos prediletos.

Curiosidades sobre camelo: como é gerado seu filhote

Com expectativa de vida em torno de 50 anos, o camelo chega à maturidade sexual por volta dos 5 (a fêmea aos 3). O acasalamento acontece geralmente aos 4 anos de idade, e a reprodução vai até pelo menos duas décadas de vida.

Na gestação que dura cerca de 13 meses, normalmente é formado um só filhote. Ele nasce tão desajeitado que, nos primeiros dias, é preciso inclusive aproximá-lo da mãe para que encontre suas tetas. Apesar disso, fica de pé apenas duas horas após vir ao mundo.

A cria do camelo, de pernas esguias cambaleantes, tem o corpo coberto de uma espécie de lã macia, mas não possui ainda as corcovas e almofadas nas articulações das patas dianteiras. Porém, um dia ou dois depois do nascimento, já consegue correr.

Viu quantas curiosidades sobre camelo? Quem diria, não é mesmo?

Até breve com muito mais!

 

 

Imagens: Pixabay

Leave a Reply