Fralda para gato: para que serve; confira dicas

A Fralda para gato proporciona conforto tanto aos pets quanto a seus tutores. Mas você sabe em que situações ela pode ou deve ser utilizada? Veja nos próximos parágrafos também formas de tirar melhor proveito desse item de higiene, e como fazê-lo sem gastar muito. Vem comigo!

O pós-operatório é um momento no qual uma Fralda para gato costuma ajudar. Porém, passar por uma cirurgia está longe de ser a única ocasião na qual a peça auxilia. No caso de fêmeas no cio (ainda não esterilizadas) e de machos que costumam marcar território a todo instante, é recomendado o uso da Fralda para gato.

A dica vale ainda para os filhotes que não aprenderam o local certo de fazer suas necessidades e animais com incontinência fecal ou urinária, além de bichanos em viagens, passeios na casa de amigos ou lugares públicos (restaurantes, shoppings etc.).

Fralda para gato: aprenda fazer

Você pode fazer uma Fralda para gato a partir de um absorvente feminino (sem tirar a fita adesiva, para não grudar no animal) ou de uma fralda infantil de pano.

Os absorventes de uso diário servem para os filhotes; os gatos maiores precisam do absorvente comum. Para segurar, use esparadrapo micropore ou fita crepe em volta da cintura. Jamais utilize esparadrapo tradicional ou durex, pois estes irritam demais a pele do bichano.

Um jeito de evitar o incômodo é fazer Fralda para gato usando tecido. Basta cortar um pano de algodão em tira retangular, de preferência formando duas dobras para aumentar a absorção. Depois, é só fazer um furo para a passagem do rabinho.

Como pode ser mais larga, a fralda de pano leva vantagem porque impede o contato do esparadrapo com a pele do animal. Sem falar que o custo dela é mais baixo do que as vendidas em petshops.

No entanto, existem no mercado produtos próprios para os bichos de estimação, alguns são inclusive ecologicamente corretos, biodegradáveis. Seja de tecido ou não, a fralda pode ser aproveitada por gatos de todos os tamanhos e raças!

Em geral, o felino que já usa roupinhas tende a não estranhar a Fralda para gato. Para os que precisam de um tempo de adaptação, a dica é agradar o animal com brincadeiras ou petisco, desviando a atenção da novidade.

E como nem todos os gatinhos são muito calmos, outra sugestão é utilizar um tapetinho no chão ou o sofá para trocar o acessório, evitando o risco de queda dos peludinhos mais animados.

O ideal é evitar ao máximo colocar Fralda para gato se as fezes do seu bichano preferido estivem muito firmes, pois a peça costuma causar assaduras. Caso seja inevitável, tente manter uma boa frequência na troca e mantenha a região sempre seca. Geralmente, 3 a 4 vezes por dia são suficientes para garantir a saúde do seu amigo fofo.

Também vale a pena apostar no talco e nas pomadas específicas quando perceber vermelhidão. Tudo, claro, com aval médico!

É importante deslizar a Fralda para gato com cuidado na hora de remover a sujeira, passando pela cauda do animal e verificando se todos os resíduos ficaram na peça.

Para a higiene ficar completa, a sugestão é contar com lenços umedecidos próprios para pets. Mas evite os perfumados demais, que costumam causar desconforto devido sensibilidade do olfato dos bichanos.

Quando há necessidade do uso constante de Fralda para gato, é aconselhável fazer uma tosa higiênica na parte traseira do animal. Isso auxilia na limpeza e no conforto dele.

Atenção: este post tem função de informar. Não substitui acompanhamento veterinário e outros serviços especializados. Consulte sempre um profissional capacitado para cuidar do seu pet.

Até o próximo artigo!

Leave a Reply