Curiosidades Peixes

Peixe-palhaço ganhou popularidade com o simpático Nemo

Peixe-palhaço

Quando se fala em peixe-palhaço é normal que muitas pessoas pensem no filme do Nemo. São animais muito bonitos e de coloração chamativa e são muito comuns em aquários de amantes de peixes. Se você tem curiosidade para saber mais sobre esses peixinhos, confira abaixo.

Onde fica o peixe-palhaço?

O peixe-palhaço está distribuído entre todos os oceanos tropicais. Também chamados de peixe-das-anêmonas, justamente por terem o costume de habita-las, além disso habitam corais e recifes. Costumam ficar entre 3 metros até 30 metros de profundidade, o que os tornam alvos fáceis para pescadores.

A sua relação com a anêmona é de parceria. A anêmona abriga e esconde o peixe-palhaço e ele a alimenta com o resto do que come. Dessa maneira os dois conseguem sobreviver a predadores como peixes maiores e os espécies de tubarões.

Ele costuma colocar seus ovos nas anêmonas para eclodirem, portanto é um animal ovíparo. Uma característica interessante é que os machos costumam tomar bastante conta dos ovos. Depois de eclodirem, os peixes costumam chegar aos 10cm de comprimento, mas a grande maioria é bem menor que isso.

São peixes pacíficos e altamente adaptáveis ao ambiente. Desde ovos, até filhotes e adultos, possuem resistências a substâncias tóxicas de anêmonas.

O peixe-palhaço como um pet

Além de ser muito bonito, o peixe-palhaço é um ótimo pet por ser pacífico. Não é raro ouvir histórias de que os peixes se devoraram. Você não terá esse tipo de problema com o peixe-palhaço, a não ser que o outro peixe também seja agressivo. Eles costumam trabalhar em conjunto e são bem amistosos.

Não é preciso dizer que peixes são animais sensíveis e precisam de todo o cuidado em seus aquários. Com o peixe-palhaço não é diferente, portanto muitas coisas precisam ser estabelecidas antes de se ter um:

  • Precisam ter um ambiente simulado de seu habitat natural. Apenas um aquário sem nada pode entediar o peixe e deixá-lo estressado.
  • O ph da água precisa estar ajustado e de acordo com as águas de onde o peixe veio, caso contrário ele morre.
  • Uma boa limpeza e filtragem são essenciais para os peixinhos viverem bem, além oxigenação, pois não são iguais o peixe betta.
  • A alimentação precisa ser feita à risca. Se os peixes comerem mais ou menos podem adoecer facilmente.
  • A iluminação do aquário também é importante, mas não pode ter luz demais, ou os peixinhos ficam estressados.

Peixe-palhaço

O sistema de organização do peixe

Geralmente é comum os machos dominarem, mas esse não é o caso do peixe-palhaço. As colônias são formadas por uma fêmea que é a maior, um macho que é reprodutor e menor do que a fêmea e outros machos que não podem se reproduzir.

Existe um processo de parceria para cuidar dos ovos, trazer e dividir alimentos e uma hierarquia organizada, mas eles possuem um fator muito curioso que é a mudança de sexo.

A mudança de sexo do peixe-palhaço

Se uma fêmea morrer, o peixe-palhaço reprodutor pode se tornar uma fêmea, de acordo com as necessidades da sua comunidade. E entre os machos que não conseguiam reproduzir, o maior terá essa capacidade, restabelecendo a ordem no cardume.

Essa mudança só pode ser feita de machos para fêmeas e se chama protandria. Os machos que se tornam fêmeas conseguem colocar ovos normalmente.

A coloração do peixe-palhaço

A espécie de peixe-palhaço do filme do Nemo é a mais conhecidas, mas existem diversas outras colorações diferentes e tão bonitas quanto. A não ser que esteja doente, o peixe sempre apresenta cores fortes, marcantes e muito vivas. Qualquer sinal de cor mais fosca é uma possível doença.

Ao adotar um peixe-palhaço

É importante que os compradores só busquem os peixes de criação e por instituições legais. Retirar um peixe da natureza ou adquirir de lugares duvidosos pode ser muito prejudicial para a espécie, que mesmo que não esteja em extinção, sofre uma comercialização ilegal excessiva.

Os de criação costumam ser mais caros, mas são bem tratados desde quando nascem, são acostumados com aquários e não existe tanto risco de ficarem doentes.

Utilizam cianureto para capturar o peixe-palhaço

Alguns peixes-palhaços são capturados com cianureto, na medida em que ficam atordoados e são resistentes a toxinas. Essa prática ficou particularmente mais famosa depois do lançamento do primeiro filme. Infelizmente essa prática não só envenena os peixes, mas também todo o ambiente e os recifes, matando e intoxicando inúmeras espécies.

Dependendo do ambiente em questão, até mesmo pessoas, geralmente crianças, podem se intoxicar com o cianureto, portanto é importante não financiar esse tipo de prática, adquirindo os peixes de fontes legais.

Cientistas afirmam que em 50 anos haverá poucos recifes e a estimativa é que os peixe-palhaços estejam extintos nesse meio-tempo, assim como outras espécies.

Peixe-palhaço

O filme não foi bom para o peixe-palhaço

O filme popularizou o peixe-palhaço entre as crianças, então as compras do peixe, que costuma ser barato subiram de maneira estrondosa. A partir daí, comerciantes ilegais começaram a capturar os peixes em recifes de corais para vendê-los aos desavisados.

O filme pode ser instrutivo e maravilhoso em alguns aspectos, mas foi bem negativo para os peixinhos.

A realidade dos recifes de corais

Cada vez mais os recifes de corais estão sendo mais destruídos, seja pela poluição dos mares e quantidade de toxinas, seja por escavações e outras ações do homem. Esses são os habitats naturais do peixe-palhaço e de uma série de outros animais e precisam ser preservados.

O cianureto jogado nos corais, mata toda a vegetação e por consequência, todos os peixes pequenos, portanto, os peixes maiores não têm com o que se alimentar. A destruição dos recifes de corais é mais complicada do que parece.

Considerações finais

O peixe-palhaço é abundante e muito belo na natureza e o filme do Nemo pode apresentar problemas fictícios, mas gerou problemas reais. O comércio excessivo e o descaso com corais vai acabar extinguindo esse animal, mais cedo ou mais tarde, pois é um processo que já aconteceu outras vezes antes.

É importante fazer sua parte e não adquirir o animalzinho, que é um ótimo pet, de lugares duvidosos e ilegais, mas somente de instituições oficiais que vendem peixes de criação.

Faça um Comentário